A aceleradora de negócios

Palestina, 14 de Março de 2016

Nesse exato momento estou há uma semana aqui na Palestina, no Oriente Médio. Um lugar cheio de conflitos, medo e insegurança. Vim para um módulo internacional do Seminário Teológico Servo de Cristo, onde estudo missões. Antes, aproveitei para passar alguns dias na Europa, onde tivemos reuniões sobre os projetos que estão acontecendo na aceleradora. Mas isso é um tópico para um outro post, a ideia aqui não é descrever tudo o que estou vivendo na Palestina e como foram as reuniões de negócios na Europa. Mas sim para explicar sobre a aceleradora de negócios, o projeto que Deus me direcionou para executar, onde estou ‘all in’ nesse momento!

Vocês já puderam ler como começou toda essa caminhada quando escrevi “Como eu fui parar em missões?”. Bom, uma coisa foi levando a outra e duas causas foram essenciais para que a ideia de uma aceleradora de negócios surgisse. A primeira causa foi que, ao saber do meu chamado de missões através de negócios, empreendedores cristãos começaram a pedir ajuda com os seus negócios no sentido de criar oportunidades de expansão e implantar um modelo missionário mais intencional a partir da plataforma corporativa. Em paralelo, a segunda causa foi quando comecei a me envolver com o mundo de startups e descobri esse conceito de aceleradora de negócios. Uma aceleradora de startups geralmente investe nessas empresas e em poucos meses oferece condições para que o negócio cresça em forma escalável. Entendi, portanto, que precisava fazer algo parecido. Então todo esse benchmarking inspirou a moldar a estrutura que vou explicar agora: a B4B Aceleradora.

É importante destacar alguns pontos que distinguem a B4B Aceleradora das demais:

  • A diferença básica de uma aceleradora para uma incubadora é que a incubadora ajuda empreendedores a iniciarem seus negócios praticamente do zero, enquanto a aceleradora atua no crescimento de negócios já existentes. Na B4B Aceleradora, nós incluímos ambas esferas, porque entendemos que Deus pode chamar desde empreendedores de primeira viagem até empresários já consolidados no mercado para usarem seus negócios e vocações de forma mais estratégica para o Reino. Ambos precisam de auxílio para executar seus projetos. Dessa forma, temos projetos com empreendedores que estão formando seus negócios, como o nosso projeto atual com a MenuJobs (aplicativo para redução de rotatividade de pessoal no setor de refeição fora do lar). Mas também temos projetos onde o negócio existe há mais de 5 anos e estamos criando condições para expansão, como o projeto com a Lös Brasil e 1212 (desenvolvimento de uma marca no mundo da moda com foco em sustentabilidade em todo o processo têxtil de produção). Ou até mesmo um projeto que estamos iniciando para identificar oportunidades de novos negócios que facilitem a vida dos habitantes de uma das favelas mais perigosas e em necessidade do Brasil;
  • A maioria das aceleradoras existentes no mercado atuam com projetos de tecnologia, empresas SaaS (Software as a Service), bem como possuem programas de aceleração por um período de 4 a 6 meses. Empresas SaaS são altamente escaláveis, ou seja, possuem a capacidade de crescer muito em tiros de curto prazo e especialistas desse mercado conseguem criar essas condições de forma bem rápida. Essas aceleradoras investem em várias SaaS simultaneamente porque sabem que a maioria delas não vão vingar, e por isso existe essa alta rotatividade de modo a garantir o retorno de pelo menos uma dentre 10, 50 ou até mesmo 100 empresas aceleradas. O nosso programa de aceleração é diferenciado também nesse requisito, podendo levar 12 meses ou mais, pois temos como objetivo criar um ambiente sólido para o crescimento do negócio a longo prazo. Co-empreender em missão gera também co-responsabilidades extras que um projeto comum não possui. Aceleramos sim o negócio, mas de forma orgânica e focados em sustentabilidade. Conforme os exemplos no tópicos anterior, podemos ter projetos que envolvam tecnologia como uma empresa SaaS ou sem tecnologia, mas que tenham alto impacto em comunidades como um negócio social por exemplo;
  • A B4B aceleradora é membro da B4B Alliance, uma organização baseada na Califórnia que tem como objetivo desenvolver negócios que abençoam pessoas, empresas fundamentadas em princípios bíblicos que impactam o mundo de forma positiva. Isso quer dizer que compartilhamos esses valores com a B4B, apesar da nossa estrutura organizacional independente. A B4B Aceleradora tem como propósito de existência a seguinte missão: “Nós criamos um ambiente de desenvolvimento de negócios ao co-empreender lado a lado do empresário com o objetivo de expandir sua empresa e aumentar o impacto em comunidades locais, na economia e na natureza”.

Mas afinal, o que a B4B Aceleradora faz de fato? Desenvolvemos o slide abaixo para ficar mais visual ao explicar sobre o que fazemos. O principal produto de uma aceleradora é seu programa de aceleração e batizamos o nosso de ‘The Big BaM!’, pois acreditamos no impacto massivo da estratégia de negócios (ou Business as Mission – BaM) no contexto de missões, principalmente nas próximas décadas.

Programa de aceleração 'The Big BaM' da B4B Aceleradora
Programa de aceleração ‘The Big BaM’ da B4B Aceleradora

Como podem ver no slide acima, a aceleradora desenvolve diferentes elementos no ambiente empresarial no intuito de desenvolver todas as condições para que a empresa acelerada multiplique seu tamanho durante o período de aceleração, ou seja, acelere seu crescimento, se possível de forma exponencial. Gostamos de dizer que co-empreendemos, ou seja, é como se os empreendedores do negócio em aceleração ganhassem temporariamente uma equipe de sócios com o intuito desde desenvolver conjuntamente as estratégias de expansão do negócio e atuar na execução de planos de ação, até conectar os empreendedores com mentores experientes tanto de negócios como de missões, além de proporcionar oportunidades para receber investimentos e expansão de mercado via canais de distribuição em vários lugares do mundo.

Apesar de toda essa ideia ter demorado 2 anos para ser completamente concebida, em menos de 3 meses de existência já conseguimos alguns resultados interessantes e alguns deles podemos compartilhar aqui:

  • Nossa lista de mentores de negócios e missões conta com quase 20 pessoas extremamente experientes nas suas áreas de atuação;
  • Temos 3 projetos principais em andamento, com enorme potencial de realização e impacto;
  • Contamos com mais ou menos 100 pessoas trabalhando ativamente nos nossos projetos em aceleração, sejam engajadas voluntariamente nesse início da aceleradora, full-time ou part-time contratadas, free-lancers, mentores ativos nos projetos, bem como empresários e equipes das empresas aceleradas;
  • Conseguimos um escritório muito bem localizado e temporariamente sem custos no bairro de Alto de Pinheiros – São Paulo/SP;
  • Começamos global desde o primeiro dia (assunto para um artigo futuro), com projetos que envolvem países como Bangladesh, China e Inglaterra, além de outras possibilidades em andamento até mesmo aqui na Palestina quem sabe…

Temos como meta lançar a aceleradora em Abril de 2017, quem sabe durante o Vocare. Entendemos que esse ano de 2016 é um ano de estruturação e execução, no estilo Waze de ser, como diz um dos nossos mentores, onde o destino é moldado de acordo com o que vamos encontrando no caminho. Portanto, nosso objetivo é chegar em Abril do ano que vem com a melhor estrutura possível e com casos de sucesso, frutos dos projetos atuais.

A B4B Aceleradora é um projeto único a nível mundial, portanto são muitos os desafios envolvidos, talvez o maior deles seja esse de equilibrar e se especializar tanto em negócios como em missões. São duas realidades diferentes para dialogar, duas comunidades, duas culturas que o empreendedor com essa chamada missionária precisa compreender e integrar. Mas com certeza é mais divertido e a conquista com desafios maiores tem mais sabor! Se assim for da vontade de Deus, um dia poderemos alcançar a visão de futuro da B4B Aceleradora que é a seguinte: “Ser uma plataforma de desenvolvimento de negócios a nível global para missões empresariais, com um pipeline de 50 projetos empreendedores sustentáveis impactando o mundo em 2020”. Tem uma frase muito conhecida em missões que diz “aqueles que vão, vão pelos que ficam, e aqueles que ficam, ficam pelos que vão” A B4B Aceleradora possui esse chamado para ficar, para co-empreender com aqueles empresários que vão ou ‘estão indo’ em direção ao campo, usando a sua vocação empreendedora para missões. Ficamos pelos que vão!

Reunião no escritório da B4B Aceleradora no dia 22-2-2016. Sem cadeiras suficientes, a gente desloca a mesa e senta no chão mesmo, não pode ter 'mimimi' em startups :)
Reunião no escritório da B4B Aceleradora no dia 22-2-2016. Sem cadeiras suficientes, a gente desloca a mesa e senta no chão mesmo, não pode ter ‘mimimi’ em startups :)

Ainda não temos website e identidade visual, acabamos deixando isso (e outras coisas) para depois e priorizamos a execução dos projetos, uma vez que temos ainda 13 meses antes do lançamento no mercado. Espero que tenha ficado mais claro qual o papel da B4B Aceleradora em todo esse contexto de missão empresarial, assim como a aplicação desse chamado missionário específico para atuar com negócios.